Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mistérios, mentiras & modas

Mistérios, mentiras & modas

12
Fev18

A Fase 2 da Nova Dieta dos 31 dias da Ágata Roquette

Já decidi e está decidido.

Vou começar a Fase 2 da Nova Dieta dos 31 dias da Ágata Roquette.

Esta nova fase também tem a duração de 31 dias e já permite comer hidratos ao almoço (3 colheres de sopa de arroz e massa integral ou batata doce).

Acho que vai ser bom para me motivar mais e até tenho medo de me pesar, depois das asneiras descontroláveis que cometi no fim de semana.

 

Esses dias já passaram. Hoje é segunda-feira e não vale a pena andar a lamentar-me. Está na hora de começar de novo. Só depende de mim conseguir.

Até agora está tudo a correr bem. Metade do dia já passou e realmente passa a correr.

 

Refeições do dia

Pequeno-almoço

Pão de alfarroba (feito por mim) mais manteiga de amendoim, um chá verde sem açúcar e um café sem açúcar.

 

Snack da manhã

Um iogurte com proteína (estou a comer os corpos danone).

 

Almoço

Um bife de perú panado com linhaça mais 3 colheres de massa fusilli integral. Um café sem açúcar.

 

Próximos planos: comer qualquer coisa antes de ir treinar às 18h; treinar às 18h; jantar (ainda sem ideias).

 

 

08
Fev18

O dia 31, supostamente o último dia da minha dieta

scale-403585_640.jpg

 

Pois, aparentemente terá chegado ao fim os 31 dias da minha dieta. Ou seja, o livro chama-se “A Nova Dieta dos 31 dias”, por isso atingi agora o dia 31, será que terminou? Nem por sombras.

Segundo o livro, depois do dia 31, devo começar mais 31 novos dias da dieta mas agora vou incluir os hidratos de carbono (de forma controlada).

 

Mas será que vou já avançar para essa fase?

Sinceramente, acho que não mereço. Quem me segue e viu os posts anteriores deve concordar comigo. Ainda não estou preparada para a fase seguinte.

Por isso acho que devo continuar nesta primeira fase até conseguir controlar melhor as coisas, principalmente o dia livre ou mais conhecido como o dia da asneira.

Sinto que com os desvarios que tive nos últimos dias parece que foi tudo por água abaixo. Hoje pesei-me de manhã e na verdade tinha ganho os três quilos que tinha perdido nas primeiras duas semanas.

Começo a perceber que o meu corpo é assim, ou te portas bem e sim podes perder o peso que querias ou se te desvias do caminho voltas a ganhar tudo rapidamente.

É o que é e acho que não há mais nada a fazer.

 

Refeições do dia 31 da minha dieta

 

Pequeno-almoço

Resto das panquecas de aveia que tinha feito no domingo à noite, mas acrescentei manteiga de amendoim para dar algum sabor. Ficaram perfeitas, agora sim.

 

Snack da manhã

Um iogurte skyr mais 10 amêndoas (sabia que ia almoçar mais tarde por isso reforcei este snack.).

 

Almoço

Comecei por provar o pão das entradas com um paté de delícias do mar e depois comi um bife grelhado com umas batatas fritas, uma cola zero e um semifrio. Pronto, voltei a estragar-me, mas estava a pagar a refeição e achei que tinha de aproveitar. Finalizei com um café sem açúcar.

 

Snack da tarde

Pois, não houve. Estava cheia do almoço (como é óbvio) e depois fui treinar cerca de uma hora e meia.

 

Jantar

Aqui já estava com alguma fome, mas não queria estragar o trabalho do ginásio, por isso decidi fazer uma omelete improvisada com uma lata de atum natural e juntei metade de um tomate que tinha lá pelo frigorífico. Resultado final: não gostei, mas tive de comer.

Portanto é mais uma coisa a não repetir.

 

 

 

 

06
Fev18

Um caos total!

chaos-485493_640.jpg

 

Então vamos lá à dolorosa. Pois é eu fui "campeã" na sexta, mas no sábado, domingo e segunda estive muito longe desse título.

 

Possivelmente por ter resistido tanto na sexta, no sábado de manhã comecei a fazer o meu dia livre e só terminei na segunda-feira.


Secalhar devia ter matado o desejo na sexta para não cometer tantas asneiras nos dias seguintes.

 

Não me consegui mesmo controlar.

 

Sábado foi panquecas com nutella, ao almoço comi peixe com batatas no forno. Depois à tarde foram ameijoas com pão, uma caipirinha, quiche de frango (feita por uma amiga e com massa claro), bolo de limão, tarde de amêndoa... é uma lista sem fim.

No domingo achei que ia correr melhor, mas ainda tinha restos de comida em casa.
Ao pequeno almoço ainda tentei seguir uma receita do livro da Ágata Roquette que era iogurte natural com duas colheres de flocos de aveia, uma colher de sopa de manteiga de amendoim e frutos vermelhos. Odiei, parecia papa e eu não gosto de papas.

 

Resultado, lá me virei eu para o pão outra vez.

 

Ao almoço, fiz peixe no forno, mas não tinha acompanhamento para mim, por isso tive de comer as batatas no forno, outra vez.


Depois acabei por comer mais bolo, mais tarde de amêndoa, mais uns bombons de chocolate.

Ao jantar fiz bifanas com pickles, já a pensar no almoço de segunda, sem hidratos. Mas acabei a comer o resto do empadão de sábado e ainda não satisfeita, comi um pouco das bifanas com os pickles com pão e batatas fritas de pacote.

 

Um caos total.

 

Segunda. "Agora é que vai ser", pensei eu.


Supostamente, segunda ia conseguir, nada estava perdido... ainda.

 

O pequeno almoço correu bem, snack da manhã ok. Depois veio o almoço.


Fui almoçar com a minha mãe e levei as bifanas com os pickles. Ela até me fez uma bela salada, mas estava tão fria que quase não consegui comer.

 

Depois do almoço, bebi um café, um chá e depois a bela da mãe ofereceu-me um bolo. E que lindo que era. Claro que provei e quando olhei tinha comido quase metade.


Que horror, tanto esforço ao almoço e depois fui comer bolo? A sério?

 

E praticamente incontrolável. Se tivesse comido arroz com as bifanas secalhar não tinha comido metade do bolo...

À tarde, tinha demasiado frio para ir ao ginásio, apenas porque isso implicava ter de mudar de roupa e eu só pensava em vestir o meu pijaminha quentinho.

 

Acabei por não ir ao ginásio e ao jantar comi o resto da quiche de frango, ou seja, voltei a não conseguir cumprir a dieta.

 

Resumindo


Estes dias 27, 28 e 29 da minha dieta foram um caos total, mas não vou deixar que isso me deite abaixo.

Tenho de me reerguer e continuar a luta. Agora que cheguei tão longe não posso (e não quero) desistir.

Já falei com a minha professora do ginásio que já me incutiu motivação, agora só resta ser mais forte, um dia de cada vez.

02
Fev18

"Foste uma campeã". A saga do dia 26 da minha dieta

Pois é, hoje o dia correu melhor. Consegui resistir a mais algumas tentações que se colocaram à minha frente e o jantar com familiares foi perfeito... ou quase.

Conto tudo nas refeições do dia:

 

Pequeno-almoço

Pão de alfarroba com manteiga de amendoim, um chá verde e um café.

 

Snack da manhã

Um iogurte natural skyr com frutos silvestres.

 

Almoço

Antes do almoço comi as minhas 3 nozes.

O almoço foi lombinhos de porco com salada e fruta. Bebi uma frize de limão e no fim um café.

 

Snack da tarde

Fui treinar no final da tarde e só depois comi 2 triângulos da vaca que ri light.

 

Jantar

O tal jantar de família correu bem. Era frango assado com batatas de pacote e arroz. Eu comi frango com frango. Não havia salada e eu não queria estragar o meu dia.

Nem acredito que consegui. Até somersby e vinho branco me ofereceram e eu nada.

Depois a sobremesa, bolo de chocolate com gelado e eu: "não, obrigada".

No final aceitei um café sem açúcar.

Ninguém me perguntou nada, mas olhavam indiretamente. 

Foi positivo. 

Quando contei ao marido que tinha resistido a tudo, ele disse: "foste uma campeã".

Obrigada Amor!!!!

 

24
Jan18

O descarrilamento da minha dieta ao dia 17

Pixabay

 

E pronto descarrilei.

Estava a correr tão bem mas hoje perdi o controlo. Só pensava como é que ia escrever sobre isto. Estava mesmo a correr bem.

Lá está, o almoçar fora é que levou a este descarrilamento.

Vamos por partes:

 

Pequeno-almoço

Uma fatia de pão de alfarroba com manteiga de amendoim. Sinto que estou a repetir mais esta refeição, mas acho que se tenho uma embalagem de manteiga de amendoim aberta, tenho de a usar. Não queria que se estragasse.

Acompanhei o pão com um chá verde.

 

Snack da manhã

Um iogurte skyr

 

Almoço

Como sabia que ia almoçar mais tarde e a fome estava a apertar comi 3 nozes.

O almoço foi naco na pedra com salada.

Não comi entradas e bebi água.

O problema foi mesmo o naco, senti que a carne estava um pouco seca e cometi o grande erro de usar os molhos que acompanhavam o naco.

Não sei que molhos eram exatamente, mas de certeza que não eram saudáveis.

Lembro-me de pensar que devia ter dito logo no pedido que não queria molhos.

Mas como não o fiz, comecei a molhar a carne nos molhos e rapidamente deixou de estar seca para me saber demasiado bem.

Basta apenas um erro para me descontrolar, eu já devia saber, parece que fico enfeitiçada por porcarias.

Continuando o almoço, não comi doces na sobremesa, pedi apenas uma rodela de abacaxi. A senhora ainda me perguntou: "quer açúcar ou canela?", e eu fiquei confusa, não sabia que se colocavam essas coisas no abacaxi.

"Natural, por favor", disse eu.

O primeiro erro estava feito. Eu resisti a entradas (patê, pão... o meu marido comeu isso tudo), resisti a batatas fritas (mais uma vez o marido comeu as minhas e as dele), resisti a sobremesas doces (ele pediu uma mousse de chocolate). Só não resisti aos molhos.

Não era muito, mas foi o suficiente para o que veio a seguir.

Estava tanto frio que não me apetecia mudar de roupa para ir treinar. 

Pensei vou amanhã, sexta e sábado. Hoje posso tirar uma folga.

Pus-me a ver um filme. Não passou muito tempo quando o marido perguntou: "camos comer um bolo? Estou com fome.".

Eu nem queria acreditar, depois de tudo o que comeu, ainda estava com fome?

Ofereci-me para fazer um bolo de iogurte. Não queria mesmo ir à rua.

Entretanto tentei enganar a minha gula com um pouco de queijo e ao meu lado o resto da família saboreava o meu bolo e elogiava.

Às tantas não resisti mais e acabei por provar o bolo, duas vezes...

Depois apetecia-me algo salgado e lá fui buscar umas batatas de pacote...

A coisa piorou mesmo quando decidimos mandar vir uma pizza, um pão de alho, pepsi e sobremesa de pizza com chocolate.

Ainda estou a assimilar tudo o que comi e só me culpo a mim por não ter sido mais forte. Eu é que devia resistir, eu é que quero resultados.

Dentes lavados, blog atualizado. Amanhã é um novo dia e vou ter de voltar à minha dieta e no fim de semana tentar ao máximo não fazer asneiras.

 

Eu não vou desistir.

23
Jan18

Dias 15 e 16 da nova dieta dos 31 dias

Ena, ena, já vou a meio dos 30 dias e que rápido passou.

Afinal não foi assim tão difícil como eu pensava. Acho que foi mais uma questão de organização.

Tenho de começar, qual o melhor dia, vou ter aniversários ou não. E claro, marcar no calendário.

Esta minha terceira semana está a começar bem e penso estar a recuperar bem dos meus extra excessivos no dia da asneira.

 

Vamos ao dia 15.

O pequeno-almoço foi o meu pão com manteiga de amendoim mais um chá verde. 

Snack da manhã

Um iogurte skyr sozinho. No livro a doutora diz que secalhar agora basta comer só o iogurte. E realmente não tenho tido fome.

Almoço

Ainda foi a quiche sem massa que eu tinha feito na quinta. Estava boa.

IMG_20180118_212254.jpg

 Snack da tarde

3 nozes

Depois fui treinar uma hora e meia.

Jantar

Fui buscar mais uma receita ao livro que me pareceu rápida e eficaz: ovos recheados com atum.

Cozi 3 ovos e depois de cozidos tirei a casca e cortei-os na vertical. Numa tigela tinha colocado cebola picada com sumo de limão.

Escorri o sumo de limão e juntei à tigela as gemas dos ovos, salsa picada, uma lata de atum e 2 triângulos a vaca que ri (a doutora falava em duas colheres de sopa de queijo philadelphia light e eu só tinha aquele).

Misturei tudo e depois recheei as claras com aquele preparado.

Gostei, acho que ficou bom, ou eu estava com fome.

Não muito convencida e já a pensar no dia seguinte, decidi usar a picadora para o preparado que ne sobrou.

Uau, ficou mesmo patê e agora já sei o que colocar no pão no dia seguinte.

 

Dia 16

O pequeno-almoço foi o meu pão com o tal patê de atum. Estava muito bom. E bebi mais um chá.

 

Snack da manhã

Um iogurte skyr sozinho.

 

Almoço

O fim da minha quiche sem massa (finalmente).

 

Snack da tarde

3 nozes

Fui treinar, desta vez foram 24 minutos na passadeira, 30 minutos de uma aula de grupo de abdominais e terminei com 5 minuto de remo.

 

Jantar

Fiz aqueles deliciosos panados, mas desta vez usei frango.

Antes de ir treinar tinha colocado os bifes de frango a marinar com sal, alho, pimenta preta e sumo de limão.

Quando voltei, bati um ovo e coloquei num prato de sopa. Noutro prato de sopa coloquei a linhaça.

Passei os bifes primeiro no ovo e depois na linhaça. A seguir tinha uma frigideira com óleo de coco e fritei os bifes. Acompanhei com cenoura ralada.

Já preparei as coisas para amanhã: guardei uma colher para o iogurte, descongelei uma fatia do meu pão e guardei uns frutos secos. Tenho um almoço combinado por isso hoje não levo de casa. Mas as regras são para cumprir, por isdo vou ser forte e escolher bem a minha refeição.

21
Jan18

Finalmente os primeiros resultados da minha dieta

Pixabay

 

 

Pois é, decidi que era melhor tirar as medidas e pesar-me no dia 13 da minha dieta porque possivelmente ia apetecer-me começar o dia livre na tarde de sábado e acabar na tarde de domingo.

E assim foi.

Eram umas nove da manhã quando me pesei, em jejum e depois de ter ido à casa de banho.

Fui comparar com o dia 1 da dieta e a diferença foi 3,7 kg.

Sim, 3,7 kg. Até usei a calculadora para ter a certeza que estava a fazer bem as contas.

Quase 4 quilos em duas semanas!

É verdade, esta dieta funciona comigo. Sempre que a fiz e segui tinha bons resultados e agora estão documentados.

As medidas também foram excelentes, a que me agradou mais foi a da barriga (fiz pelo umbigo), foram 6 cm à vida. 

Por isso as calças não estavam tão apertadas.

Bem então vamos lá ao dia 13 e 14.

No sábado, o pequeno-almoço foi uma panqueca de aveia (1 ovo, aveia e água, fiz a olho até ter a consistência que me agradava, receita da minha treinadora no ginásio!).

Fui treinar a seguir durante 1 hora e 30 minutos e a seguir o almoço foi uma dourada grelhada com salada. O marido tinha feito mais umas batatas no forno poque achava que eu queria, mas eu resisti e disse que podiam ficar para o puré do dia seguinte.

Mais ou menos às 16:30, comecei a ter fome e refugiei-me em 3 nozes.

Foi às 17:30 que comecei o dia da asneira que ia durar agora até às 17:30 de domingo.

 

O dia livre

Tinha feito um bolo tipo queque com pepitas de chocolate, provei mas não adorei. Depois claro que ataquei umas batatas de pacote e bebi um licor.

O jantar foi esparguete com lombo de porco (2 fatias). Confesso que tive de repetir porque estava muito bom. 

Depois bebi um café e mais um licor.

No domingo comecei o dia a comer o resto da panqueca de aveia (só tinha comido metade no sábado) e acrescentei uma maçã e canela.

O almoço foi carne de vaca estufada com puré de batata e cenoura, salada e acompanhei com umas fatias de pão (tipo baguette) com alho, orégãos e azeite. A sobremesa foi aletria (não gostei) e finalizei com mais um café e um licor.

Falta dizer que durante a refeição ,bebi 2 copos de vinho rosé.

Por volta das 17:00 quis fazer a minha última asneira: uma fatia de pão de alfarroba com umas rodelas de chouriço assado.

Tinha levado duas fatias de pão, mas acabei por comer só uma. Senti-me satisfeita e achei melhor parar.

Na hora do jantar não estava com fome, por isso bebi apenas um chá.

 

Uma nova semana

Amanhã é um novo dia e já preparei a marmita para o dia seguinte.

Tenho aquelas quiches sem massa que tinha feito na quinta e que estiveram sempre no frigorífico por isso espero que estejam boas.

Tenho a fatia de pão que me sobrou para o pequeno-almoço e um iogurte para o snack da manhã. No livro ao dia 15, a doutora diz que já devo conseguir comer um iogurte sozinho (sem os frutos secos). 

Vou levar na mesma os frutos secos para o caso de ter fome.

Acho que estou organizada, tive bons resultados em duas semanas e estiquei-me (como sempre) no dia livre.

Se eu conseguir ir controlando isto acho que vai correr bem e não tenho de me sentir culpada de nada.

Boa semana!

20
Jan18

A tentação visitou a minha dieta ao dia 12

Já começo a pensar que vou para a terceira semana da fase 1.

Segundo me recordo do outro livro da dieta dos 31 dias, era aqui que era introduzida a sopa e fruta.

Nesta nova dieta é permitido comer 1 fruta (uma vez por dia) até às 18:00 e acompanhada por outro alimento.

 

Fase 1 - 3° semana

A primeira que o livro diz é "comece a semana por se pesar". Ui, agora é que vai ser.

Tenho de confessar que ontem, pela primeira vez desde que comecei esta dieta, dei um salto à minha balança.

Sei que não o devia ter feito, nem a doutora aconselha, mas estava curiosa e sentia as roupas mais largas.

Mas pesei-me à tarde pelas 16:00.

Fui ver a diferença para o primeiro dia: dois quilos!

O quê? Será mesmo verdade?

Eu devo estar a ver mal e nem devia estar a pesar-me a esta hora. Vou pesar-me a sério noutro dia, de manhã, em jejum e tiro as medidas também para comparar com o dia 1.

A minha única dúvida é se faço isto antes do dia livre, visto que acho que me "estico" um bocado nas asneiras.

Se eu começar o dia livre no sábado à noite, como eu gosto, vou ter de me pesar e medir no sábado de manhã. 

Vamos ver.

Refeições do dia:

 

Pequeno-almoço

Pão de alfarroba com manteiga de amendoim (a doutora tem esta receita no livro que acrescenta banana, como não gosto dessa fruta coloco apenas a manteiga de amendoim).

 

Snack da manhã

Um iogurte natural skyr com 3 nozes e canela (tenho de pensar como melhorar este snack, não me soube bem).

 

Almoço

3 mini quiches de legumes sem massa. Relembro a foto que coloquei ontem:

IMG_20180118_212254.jpg

 

 

Snack da tarde

Aqui foi apenas queijo.

 

Jantar: a tentação à espreita

 

Pronto, aqui é que foi a tentação que falo no título: fui jantar fora.

Aqui sabia que tinha de resistir a tudo o que estava na mesa, não queria privar a minha família das entradas, afinal, eles não estão a cumprir uma dieta.

Comecei por pedir uma garrafa de água. Enquanto eles petiscavam patê, manteiga, pão, queijo... eu aguardava ansiosamente pelo meu prato, ia dividir um naco na pedra com a minha filha.

Finalmente a comida começa a chegar à mesa. O naco na pedra, os molhos, as batatas fritas, a salada e um pratinho de sobremesa com fruta.

Comecei por preencher o meu prato com a salada e fui acrescentando a carne.

Não provei molhos, nem batatas, mas comi a frutinha.

No final também recusei a sobremesa e bebi apenas um café.

Apesar da fruta, acho que consegui resistir à tentação neste 12° dia.

 

18
Jan18

11° dia da dieta dos 31 dias

E já vão 11 dias da minha dieta. Como o tempo passa depressa. Uma pessoa pensa que precisa de fazer uma dietazinha e vai adiando, adiando e afinal não é assim tão mau.

Lembro-me da preparação para o primeiro dia: a lista de compras, a mentalização que segunda-feira é que vai ser, o despedir das asneiras que levaram ao aumento de peso e a parte final que é pesar e medir.

Vamos às refeições deste dia:

Pequeno-almoço

2 fatias do meu pão de alfarroba com queijo mais um chá.

 

Snack da manhã

Um iogurte skyr mais 6 amêndoas.

 

Almoço

Creme de tomate mais pescada ao vapor.

 

Snack da tarde

Uma cenoura crua mais gelatina.

 

Jantar

Creme de tomate mais um descafeínado.

Este creme de tomate foi feito com cebola, tomate e curgete e ficou excelente.

A marmita para o dia seguinte

Depois do jantar preparei a marmita do dia seguinte: fiz umas mini quiches sem massa.

Estou curiosa para ver como ficaram. Basicamente piquei vários alimentos como cenoura, fiambre, pimento, couve coração, salsa e queijo. Numa forma de silicone fiz vários montinhos com esses alimentos. Foi um bocado ao calhas, mas deixei sempre o queijo no topo.

A seguir bati 5 ovos, juntei um pouco de leite e umas natas de soja. Temperei tudo com sal, orégãos e pimenta preta. Coloquei isto em cima dos legumes e foi ao forno 40 minutos a 180°.

Que tal?

IMG_20180118_212254.jpg

 

 

 

 

 

15
Jan18

Mudanças, já?

E a minha dieta continua com grande sucesso.

Um oitavo dia que termina sem asneiras, com exercício físico e boa disposição. O que posso querer mais?

 

Pequeno-almoço

2 fatias do meu pão de alfarroba com manteiga de amendoim mais um chá verde.

 

Snack da manhã

Um iogurte skyr mais 3 nozes.

 

Almoço

Bacalhau assado com couve-flor e feijão verde mais cenoura ralada.

 

Snack da tarde

Gelatina de morango mais queijo.

 

Jantar

Um bife de peru panado com cenoura ralada. Para o panado usei ovo e farinha de linhaça, como mandava a receita da Ágata Roquette (é do dia 15, mas eu adoro).

IMG_20180115_210034.jpg

 Estava muito bom e até me apetecia mais, mas bebi mais água para enganar a gula.

Falta dizer que depois do snack da tarde fui treinar das 18:00 às 19:30.

 

Mudanças, já?

Não sei se é impressão minha ou ansiedade, mas hoje senti que as minhas calças habituais não estavam tão apertadas. Não quero ficar já com esperanças porque pode ser tudo da minha cabeça.

Vou manter-me firme e só me peso no dia 15 da dieta, ou seja, na próxima segunda-feira, dia 22 de janeiro.

Até lá é manter a calma e fazer tudo direitinho.

Até amanhã!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo