Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mistérios, mentiras & modas

Mistérios, mentiras & modas

19
Ago19

Experimentei a dieta Yes Diet. Este é o meu testemunho

Olá olá,

Sei que tenho andado meio desaparecida, mas tenho sempre o blog na mente.

Queria falar-vos da nova dieta que comecei a experimentar a 21 de março deste ano, achei que seria ideal para mim, por ser algo rápido, com refeições já prontas e vários snacks.

 

No dia da consulta, a primeira foi grátis e as outras já me custaram 7,5€, descobri que tinha 10 quilos a mais.

A verdade é que na minha balança de casa, que eu considero boa, dizia que tinha 8 quilos a mais, mas lá aprendi que na balança deles, tinha sempre 2 quilos a mais.

Tudo bem, amigos na mesma.

A verdade é que nesse dia da consulta gastei cerca de 150 euros. Nem queria acreditar, como é que me fui meter nisto, tão caro... mas passo a explicar, este dinheiro foi todo em refeições e snacks para duas semanas, a fase 1. Mas no final desse mês, ao fazer as contas, foram cerca de 400 euros. Um rombo no meu orçamento.

Mesmo estando na fase 2, em que posso comer comida normal e o que eu quiser da dieta deles, foi sempre um custo elevado.

Era tudo da dieta deles: pequenos-almoços, snack, almoço, snack, jantar e ceia.

E tenho de vos dizer que gostei da maior parte. Claro que é o gosto de cada um, mas eu considero-me esquisita com a comida, há algumas coisas que não gosto mesmo.

O que gostei na dieta yes diet

Gostei muitos dos snacks, mais especificamente das barras de cereais, as minhas favoritas eram as de coco, figo, chocolate e as que menos gostei foi as de frutos vermelhos e amendoins.

Cada caixa tem 5 barras e custa 9,95€.

Gostei também das saladas, mas nem todas, mais a de frango e atum. Há outra de ovo, mas não fiquei fã.

Também adorei os chips de soja com sabor a barbecue. São mesmo saborosas e parecem batatas fritas de pacote, mas com um sabor ainda melhor.

O que eu adorava e usava todos os dias era o doce de morango, era excelente para por no pão e o preço era o mais acessível, na minha opinião.

Os flocos de soja e chocolate eram bons para colocar no iogurte e substituíam o pão do pequeno-almoço.

As panquecas também eram boas e ficava satisfeita quando as comia, o problema era o trabalho que davam a fazer...

O que não gostei

Bem, não fiquei fã das sopas, não sei porquê, mas o sabor não me convenceu. Só há três, a de frango, pescada e tomate.

Também não adorei as tortilhas, há simples e com paio, mas custava-me sempre a comer.

Os wok, de frango e camarão, também não me convenceram.

Eles têm também vários crepes, que são basicamente omeletes pré-preparadas, só juntava 1 ovo e água e levava à frigideira. Não adorei.

Provei os batidos de chocolate, frutos vermelhos e manga, mas para mim eram muito doces. O mesmo digo do galão.

Resultados

Quando me perguntam sobre os resultados, tenho de ser sincera, sim, eu tive resultados positivos e perdi 6 quilos, mas não num mês, demorei uns 4 meses.

O problema foi quando tive uma semana de férias e não controlei mesmo a alimentação e quando voltei à consulta tinha ganho 5 quilos

Eu nem queria acreditar. Tinha de começar tudo outra vez?

Claro que a médica disse para fazer uma semana só com refeições da dieta, para fazer um detox da má alimentação das férias. Lá paguei eu 90€ e tive de comer as sopas, as tortilhas e os woks.

No final dessa semana, tinha perdido apenas 1,5 quilos e o volume (que tinha aumentado), manteve-se igual, o que me deixou triste.

Hoje

Bem, hoje tenho dúvidas. Dúvidas se devo continuar, se é isto que ainda quero. Sinceramente não sei.

Penso, será que posso continuar a comer estas barras de cereais que estão cheias de chocolate, será que me fazem bem?

Não sei, não sei mesmo.

 

22
Mai19

A minha aventura para renovar o cartão do cidadão

people-431943_1280.jpg

Quando vi que o meu cartão do cidadão tinha de ser renovado este ano, o primeiro pensamento foi “lá vou eu apanhar seca” e realmente não podia estar mais correta.

Uma pessoa tenta compreender porque existe agora esta euforia para tratar do cartão do cidadão, mas sinceramente, não dá para perceber.

Já toda a gente me dizia, “se queres tratar do cartão do cidadão, tens de ir cedo”. Realmente eu via muitas pessoas à porta da conservatória antes desta abrir, mas nunca pensei que fosse tão mau.

Num dia de folga, decidi aventurar-me nesta renovação, mas não ia ficar na fila desde as 4 da manhã. Pensei em deixar que a conservatória abrisse às 9h e depois tirava a senha.

Assim foi. Tirei a senha às 9h13 (que precisão!) e acho que tive muita sorte, porque segundo a funcionária às 9h30 já não haviam senhas para tirar o cartão do cidadão.

A minha ideia era ir passando naquele local e controlava os números. Fui a vários sítios e voltava. 10h, 11h, 12h, 13h.

A partir das 13h já fiquei por lá a ver os números a passar.

Achei incrível o número de pessoas que apareciam àquela hora para tratar do cartão do cidadão ou passaporte. Não viam as notícias? Está tudo um caos… ou começou há alguns meses?

Um senhor que também estava à espera para tratar do passaporte disse-me que em Janeiro tinha estado naquela conservatória e foi super rápido. Aliás, ele nem tirou senha. O funcionário perguntou para que era e chamou-o logo.

Desde essa altura até agora, tem sido um caos total.

Quando finalmente foi a minha vez, perguntei à senhora o porquê desta situação, ela respondeu-me que as pessoas vinham todas ao mesmo tempo e causavam esta fila, se viessem com um espaçamento de 10 minutos já não havia problema.

Continuei sem entender.

Depois de tratar do cartão do cidadão foi só aguardar a carta para ir levantar o mesmo.

“Deve ser rápido”, pensei eu.

A carta chegou uma semana depois, esperei por mais um dia de folga para tratar disto. Principalmente porque vi casos de pessoas que achavam que conseguiam tratar do cartão do cidadão e depois tiveram de dar a senha porque tinham de ir trabalhar.

Fui tirar a senha também às 9h20, desta vez era para levantar o cartão do cidadão, supostamente seria rápido, o problema é que os funcionários que entregavam o cartão do cidadão, também estavam a fazer o dito cujo e por isso demorou imenso.

E desta vez a conservatória tinha uma mudança. Um papel afixado por toda a conservatória anunciava que agora haviam apenas 20 senhas para fazer o cartão do cidadão e 10 senhas para passaportes.

Segundo a funcionária, quando abriram às 9h “estavam 50 pessoas à porta da conservatória, mas apenas 20 conseguiram a senha”.

Não consigo imaginar o que sentiram as pessoas que estiveram à espera e foram “obrigadas” a ir embora naquele dia.

Bem, voltando ao meu levantamento do cartão do cidadão que tinha começado às 9h20, fui lá às 10h, 10h30 e voltei a ir dar uma volta.

Quando regressei já tinha passado o meu número. “Andou depressa pensei eu”.

Tive de tirar nova senha e a diferença eram de apenas 4 números.

Ou seja, quando tirei a senha de manhã tinha 31 pessoas à frente e quando tiro a senha às 11h, tenho apenas 4.

Isto é daquelas coisas que uma pessoa quando não sabe comete estes erros e perde tempo desnecessário.

Fica a dica, para quem precisar.

 

01
Fev19

Perder peso? Investir 80% na boa alimentação e 20% no ginásio

a-change-in-lifestyle-1430599_640.jpg

 

Quando criei este blog achei que iria comentar vários temas que me assombram a mente, mas afinal acabou por ser mais um desabafo de dietas falhadas.

 

A vida acontece e ninguém quer passar uma vida inteiras em dieta.

Mas a verdade é que o peso nunca me incomodou, até ter tido o meu primeiro filho. Não sei como mas engordei cerca de 20 quilos e desde aí que tem sido uma luta.

Parece que o corpo não responde como eu gostaria às privações, ao ginásio e às tentações.

Vejo pessoas que comem imenso e não engordam, faz parte do metabolismo delas e eu aceito bem isso, mas não devia ser tão difícil para mim perder uns quilos.

 

Inicialmente eu dizia que tinha 4 quilos a mais do meu peso ideal (sim, fiz todas as contas da altura e do peso atual e do IMC), neste momento vejo que tenho 7 quilos a mais.

Como é que deixei isso acontecer? Foi mais um quilo num mês, sempre a comer hidratos de carbono ao jantar, a achar que podia comer tudo se fosse ao ginásio.

Deixei andar um pouco durante uns meses e o peso aumentou imediatamente.

Eu tento não estar sempre a pensar no peso, na comida, mas às vezes é difícil porque somos constantemente confrontados com tentações que vamos aceitando por amabilidade, agradecimento ou mesmo gula.

 

Mas no final do dia, se escreverem um diário como eu e refletirem no dia que passou, conseguem assinalar, aquele molho de maionese que coloquei, aquele coração de chocolate que comi, aquela batatinha que provei.

Todas estas coisas, ao final do dia vão contar, mesmo que vás ao ginásio.

Nos últimos 3 meses, fui quase sempre ao ginásio, mas não controlei bem a alimentação, apetecia-me arroz ou massa ao jantar. Embora o pior fosse mesmo o pão. Vou comer qualquer coisa com pão…. gosto tanto.

Quando dei por mim, já estava com um anca e rabo gigantes.

Como? Um arrozinho? Uma massinha? Um pãozinho? Não deviam fazer mal a ninguém, até deviam dar energia e dão, no meu caso, mais uns quilos a mais.

Ainda investi numas aulas de persona trainer, mas no fim do mês, nada de resultados.

Dizem-me e eu acredito nesta frase:

 

Para um bom peso é preciso investir em 80% na boa alimentação e 20% no ginásio e claro resistir a doces, bebidas açucaradas e alcoólicas.

 

Eu testei isto e é mesmo verdade, mais uma vez, apenas no meu caso.

Agora decidi começar de novo e estou a seguir o livro “A nova dieta dos 31 dias” da Ágata Roquette.

Hoje é o meu 19º dia e já perdi 3 quilos. Ainda faltam 4.

A luta continua todos os dias mas o foco é essencial.

Boa sorte a todos os que se identificam com a minha história.

11
Jun18

Back to business

bridge-19513_640.jpg

 

Nem acredito que já há tanto tempo que não escrevia nada aqui.

Como é que o tempo passa assim a correr é difícil perceber.

O importante é continuar dia após dia.

Tinha mudado de nutricionista a 28 de fevereiro e tenho continuado com essa até hoje.

Finalmente comecei a ver resultados. Foram precisos três meses de adaptação.

Não tem sido fácil, mas acho que estou a conseguir, lentamente.

Aumentei as idas ao ginásio, tenho conseguido ir 5 vezes por semana. E acho que tem de ser assim, como uma rotina.

Até porque o meu trabalho é muito tempo sentada por isso tenho mesmo de fazer um esforço para ir ao ginásio e compensar o tempo de inatividade.

Também tenho mudado um pouco a alimentação e tenho resistido às tentações que me aparecem.

Estou a fazer pequenas substituições que sejam válidas para mim e para a família.

Não sei porque é que eles não gostam de bolachas de aveia, por exemplo. Ou então provam e dizem que estão boas, mas depois não comem mais.

Estão a apenas a agradar-me? É que na minha opinião são mesmo boas.

O mesmo acontece quando faço uns muffins de beterrada ou cenoura, os meus filhos dizem "cheira bem", mas depois não comem um único.

Será que são alérgicos quando dizem que é "saudável"?

Pelo menos acompanham-me sempre com as saladas nas refeições, quer dizer para eles faço apenas com alface, para mim, gosto de colocar tomate, cebola, sementes. Por isso tenho sempre trabalho a duplicar.

Mas pronto, o importante é que fiquem todos felizes e que eu veja alguns resultados.

Embora nunca pensei que demorasse tanto tempo.

Mas como disse no início, o tempo passa depressa.

O importante é ter saúde.

22
Mar18

20 dias depois os resultados... negativos

eat-3236971_1280.jpg

 

Pois é, no dia 2 de março estava entusiasmada com um novo plano alimentar, sem laticínios e com hidratos de carbono ao almoço, desde que fosse treinar.

Os primeiros dias até correram bem, mas depois chegou o fim de semana e a vontade de comer este mundo e o outro. O desejo foram as amêndos de chocolate e gelado, claro.

Passou esse fim de semana, mas as asneiras continuaram, todos os dias uma diferente, um almoço, um lanche, um jantar.

Duas semanas depois falei com a nutricionista, não estava a correr bem, não estava a conseguir controlar-me nas asneiras e claro tinha mil e uma desculpas, válidas para mim, como sempre.

 

Começar de novo

A nutricionista disse "comece agora". "Ok", pensei eu, "lá vamos nós outra vez".

A parte dos laticínios foi fácil de controlar, porque nem gosto de leite, mas a insistência em comer fruta várias vezes ao dia acaba por me cansar. Não tenho assim tanta fome para isso.

Este fim de semana que passou até me portei bem e consegui seguir o plano, mas depois no dia do pai (segunda-feira) fui jantar fora e não resisti a umas batatas fritas e um sobremesa.

 

"Pronto, foi só isso", pensei eu. Mas não.

Ontem quarta-feira, lá estava a almoçar e veio aquela vontade de acompanhar a refeição com umas batatas de pacote. Ah e tinha lá umas vianettas esquecidas no congelador e lá foram duas fatias. Para terminar e acompanhar o café umas waffers de chocolate.

À tarde ainda fiz um bolo e claro tive de provar uma fatia.

Depois de tudo isto pensei, hoje não vou ao ginásio, fui segunda e terça, hoje descanso. Está frio, fiz asneiras, é melhor esconder-me em casa.

Mas depois a minha filha acabou por insistir comigo e até disse "mãe, tens de ir queimar as calorias que comeste" e eu penso se ela realmente sabe o que são calorias... mas sabe de certeza que eu não devia ter comido tudo aquilo...

Acabei por ir e realmente fez-me bem. Claro que não devo ter perdido tudo aquilo que comi, mas pelo menos fiz alguma coisa e enfrentei os meus demónios.

Às vezes dou por mim a pensar que tenho muita sorte em ter uma boa vida.

Os meus filhos são amorosos, adoráveis, tenho um marido que eu amo.

Falta só mesmo conseguir perder este peso extra, mas sem por muita pressão em mim.

Devagar se vai ao longe e temos de levar um dia de cada vez.

 

02
Mar18

Novo mês, nova dieta

weight-loss-2036969_640.jpg

 

Bem, tendo em conta que já recuperei todo o peso que tinha conseguido perder com o novo livro da dieta dos 31 dias da Ágata Roquette, fui aconselhada a experimentar uma nova nutricionista.

Devo de confessar que não ia com muita vontade, estava um pouco receosa e sem qualquer esperança. Mas fui na mesma.

Depois de ver o peso e a massa gorda, concluí de imediato que tinha voltado ao peso do início de janeiro. Fiquei um pouco triste comigo, sinceramente, secalhar podia ter evitado muitas coisas.

A massa gorda, 35%, ok devia estar nos 30% ou menos. Mas vejo no meu historial que nunca consegui essa proeza, esteve sempre acima dos trinta.

A gordura gosta do meu corpo e está aqui bem agarrada, não quer sair, o que é que se há-de fazer?

Durante a consulta, fui ficando mais animada com o plano alimentar. Penso que a nutricionista tocou num tema importante, o facto de andar a comer menos para emagrecer está a fazer com que engorde. Isto porque se não como durante algumas horas, quando vou comer, fica tudo guardado, em modo poupança e depois claro que aumento de peso.

O meu plano é simples e parece-me eficaz.

 

Detox de duas semanas

Durante as duas próximas semanas não vou comer laticínios. Nada de leite, iogurtes, queijos.

Acho que não me vai custar assim muito, primeiro não gosto de leite, segundo não estou a sentir falta nenhuma, tenho outras coisas para comer.

 

O novo plano alimentar

De manhã bebo um copo de água com umas gotas de limão, tomo o pequeno-almoço, ela prefere pão com fiambre de aves.

A meio da manhã como fruta e 3 fatias de fiambre de aves.

O almoço é composto primeiro por fruta, depois carne ou peixe com legumes ou salada. Se for treinar nesse dia posso comer hidratos de carbono. Mas só ao almoço.

Duas horas depois do almoço tenho de comer fruta + frutos secos (ontem foram 4 cajus).

Antes de ir treinar comi 3 tortilhas de arroz e gelatina light.

Depois treinei cerca de uma hora e meia e mal cheguei a casa comi 3 fatias de fiambre de aves.

O jantar foi uma costeleta no forno com um tomate cortado às rodelas.

Deveria ter comido antes de ir dormir uma gelatina light, mas estava tão cansada que só me lembrei na cama.

Sinto-me bem por agora. Vamos ver depois como corre. Daqui a duas semanas volto à nutricionista. Depois conto tudo.

26
Fev18

Desmotivada

rage-1015611_640.jpg

 

Não encontro uma palavra melhor para o meu descontentamento comigo mesma do que esta palavra: desmotivada.

A razão é simples. Queria começar hoje uma nova dieta dos 31 dias mas já falhei.

Isto porque não se pode comer hidratos de carbono e ao jantar não resisti a um hambúrguer no pão.

Parece que é o ginásio que me dá fome.

Mal cheguei senti logo fome, mas eu tinha comido antes do treino uns oopsies com fiambre de peru.

Quando cheguei comi umas avelãs para controlar a fome.

Parece que não resultou, porque depois do banho só via os hambúrgueres acompanhados com o pão.

Estava mesmo com fome, não percebo.

Ainda por cima quando fui beber o descafeínado comi duas bolachas waffers que estavam mesmo à minha frente.

Assim é muito difícil.

Tenho de planear melhor as refeições para ter sucesso.

Na quarta vou conhecer uma nutricionista recomendada pela minha professora do ginásio.

Vamos ver como corre e se me controlo mais.

 

 

22
Fev18

Como fui enganada a comprar uma boneca LOL pela internet

IMG-20180222-WA0002.jpg

 

Quem tem uma filha/sobrinha/afilhada com 10 anos deve saber do que estou a falar. As bonecas LOL têm sido uma loucura entre as crianças.

Já comprei algumas no supermercado Continente e sempre correu tudo bem.

Mas desta vez decidi aventurar-me na internet e procurar uma boneca LOL com um preço mais acessível, aquelas que a minha filha mais gosta custa cerca de 17 euros.

 

Anúncio no OLX

No olx encontrei um anúncio que dizia “Bolas LOL surprise serie 2, serie 3 e serie glitter entrega imediata, vendo bolas LOL surprise novas e seladas”. Entrei em contacto com o vendedor, sempre muito simpático e acessível, respondia rapidamente às minhas perguntas.

Estava tão entusiasmada que fiz logo a compra. Comprei duas bonecas por 20€. “Um achado”, pensei eu.

 

Mas estava completamente enganada.

Quando a minha filha soube que eu tinha feito a compra das bonecas pela internet teve a reação que eu não esperava: começou a chorar.

Eu nem queria acreditar, mas ela não deveria ficar feliz? Não.

Ela disse logo que pela internet só vendem bonecas falsas. Como é que eu não pensei em tal coisa? Ela disse que já me tinha avisada, mas eu não prestei atenção.

Essa falta de atenção custou-me 20€ e são 20€ que me fazem falta não vou mentir.

 

A resposta do vendedor

Depois de ter confrontado o vendedor ele respondeu-me o seguinte:

“Eu não vendo bonecas falsas, eu vendo o que está descrito no anúncio e que são réplicas, basta olhar ao preço.”

Mas nada no anúncio fala em réplicas. Eu tinha de adivinhar que por causa de custarem 9€ eram falsas? Penso que não.

Ainda por cima quando chegaram as "réplicas" eram exatamente iguais.

 

Ok, eu perdi o dinheiro, eu fui enganada. Mas reportei o anúncio ao olx e espero que eles vejam que aquele anúncio é falso e enganador.

Espero também que outras pessoas não caiam na mesma armadilha que eu.

 

 

 

20
Fev18

A minha experiência com oopsies

 

Já passaram dois dias e estou a conseguir portar-me bem. Uau, dois dias.

Bem eu tinha de começar por algum lado.

Para tentar compensar os dias anteriores estou a cortar no pão da manhã e não me está a custar nada.

Tenho subido mais escadas no meu trabalho como se fosse um castigo. Conto as escadas: 18 + 18 + 18 + 18 + 18+ 18 + 18. Parece que nunca mais acabam.

É um bom exercício para fazer logo pela manhã.

Ontem, segunda-feira consegui ir ao ginásio, mas hoje não deu, precisava de tempo para cozinhar e preparar os próximos dias. A preparação é crucial para mim.

Fiz os dois dias sem hidratos de carbono ao almoço e jantar. Ontem o almoço foi salmão grelhado com salada e o jantar foi sopa de legumes.

Hoje o almoço foi bifes de peru grelhados com salada e o jantar foi estes oopsies com uma mistura de atum.

E o que são os oopsies? Um substituto de pão. Vi uma receita num blog e decidi experimentar. Adorei.

Leva 3 ovos e 90 gramas de queijo creme. Separa-se as claras das gemas. Bate-se as claras em castelo e às gemas junta-se o queijo creme.

No fim envolve-se tudo e num tabuleiro com papel vegetal faz-se pequenas bolas com uma colher de sopa. Vai ao forno a 180 graus por 20 minutos e voilá ficam assim.

Amanhã vou levar tipo sandes com fiambre de peru.

Que tal?

IMG_20180220_221226.jpg

 

18
Fev18

De volta à estaca zero

running-498257_640.jpg

 

Pois é parecia que estava a correr bem, mas afinal ainda não foi desta.

Os cinco quilos que eu queria perder continuam aqui e nem sei se já ganhei mais.

Tenho de ir reler os meus posts anteriores para perceber o que correu mal e amanhã quero voltar à boa alimentação, treinos diários e resistir a tentações.

Eu nunca vou desistir de mim.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo